Ficção científica?

Robô chamada Matilda é capaz de entrevistar e selecionar candidatos para posições comerciais

Por Redação Você S/A

A robô recrutadora Matilda: entrevistas de emprego sem os preconceitos humanos | <i>Crédito: Divulgação
A robô recrutadora Matilda: entrevistas de emprego sem os preconceitos humanos | Crédito: Divulgação
Uma recrutadora especializada em selecionar candidatos para posições comerciais, com 75 questões de avaliação na ponta da língua e que conduz entrevistas de 25 minutos. Essa é a Matilda. 

Mas ela não é uma entrevistadora comum: é um robô de 30 centímetros de altura desenvolvido pelo professor Rajiv Khosla, diretor do Centro de Pesquisa para Computadores, Comunicação e Inovação Social, da Universidade de Trobe, na Austrália. 

O objetivo é tornar as entrevistas mais eficientes, objetivas e livres dos preconceitos humanos. Além de ser programada para checar competências técnicas, ela consegue mapear as emoções dos entrevistados e ajudá-los a relaxar. Assim que entra na sala de Matilda, por exemplo, o entrevistado escuta o tipo de música favorito da recrutadora. Robô, sim. Mas com coração.


Esta nota foi publicada originalmente na edição 223 da revista Você S/A e pode conter informações desatualizadas

Você S/A | Edição 223 | Dezembro de 2016 

26/12/2016 - 09:00

Você S/A nas redes

Coleção CARAS